sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Em meus pensamentos


Conforme as casas de sua cidade iam se aproximando eu olhava entre o vidro da janela e observava o quanto faltava pouco tempo para eu te encontrar pude eu mesma observar no reflexo do vidro o meu sorrisocaí em mim, pensei “ ai..esse menino..” senti um calafrio um frio na barriga como criança no primeiro dia de aula então cheguei, esperando por você quando te vi me buscar te beijei e abracei como se abraçasse o mundo meu lábio no seu tua mão na minha queria que lá o mundo parasse lembrei de quando nos conhecemos quem diria inimaginável aquele dia do nada o tudo as vezes imagino e penso nos “ como?” e nos “por ques?” e logo me respondo que é você. Você aí longe de mim e eu aqui sem nada poder a se o tempo voltasse e buscasse momentos a se parasse a se o tempo voltasse nada posso fazer não foi eu que escolhi assim, foi você doe no peito marca na alma e nada posso fazer para não despedaça-la, e nem junta-la posso não é a vontade do meu coração não te ter por perto e mesmo assim não posso insistir no que não esta completo o verso da poesia não ajuda apenas me confortado e pensar que possa apenas eu assim pensar reciproco deveria ser, ninguém, mas ainda ninguém me ensinou a amar e não sofrer. Um dia quem sabe nos revemos mas hoje só sei buscar a ti em meus pensamentos.

“A alguém que entrou tão facilmente na vida mas que deixou-me de repente não posso te-ló apenas busca-lo nos pensamentos”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário